web analytics

tuga.press

As principais notícias do dia estão aqui.

Em 3 anos foi 11 vezes às urgências mas médicos não detectaram tumor fatal

Share on Pinterest

Durante três anos, uma jovem de 19 anos de Recarei, em Paredes, deu entrada 11 vezes no serviço de Urgência do Hospital Padre Américo, em Penafiel, mas nunca lhe detetarem um tumor com 1,670 quilogramas alojado na cabeça. A notícia é avançada pela edição impressa desta terça-feira do Jornal de Notícias.Em todas as ocasiões, os médicos apresentaram o mesmo diagnóstico: ansiedade.

Sara Moreira, 19 anos, morreu dois dias depois da última passagem pelo hospital, mas a autópsia revelou a verdadeira causa de todos os sintomas: um tumor com 1,670 quilogramas alojado na cabeça.

Os pais da jovem alegam que houve negligência médica, exigem justiça e avançaram para tribunal numa ação contra o Centro Hospitalar do Tâmega e Sousa (CHTS), ao qual pertence o Hospital Padre Américo, escreve o referido jornal diário.

Apesar de a rapariga vomitar, ter perdas de consciência, não controlar a urina e ter fortes dores de cabeça, nunca a submeteram a uma tomografia axial computorizada (TAC) ou a uma ressonância magnética, relata o JN.

Os primeiros sintomas apareceram em 2010, com dores de cabeça fortes e segundo a mãe da jovem, Maria de Fátima Silva, a filha chegou a desmaiar enquanto estava a ser observada pelo médico num episódio de urgência médica.

Fonte: Lifestyle

Share on Pinterest

28/06/2016
Compartilhe no Facebook