web analytics

tuga.press

As principais notícias do dia estão aqui.

“A miopia do Livre e o oportunismo de Joacine”


O texto de opinião está a tornar-se viral no Facebook.

O autor é Luis Júdice, o cabeça-de-lista do PCTP/MRPP ao Parlamento Europeu das últimas eleições, um apaixonado pelo Direito e pelo jornalismo.

Confere o texto aqui:

“Sempre afirmámos – e fica aqui e agora uma vez mais demonstrado – que o Livre foi uma excrescência política parida pelo PS no quadro daquilo que considerava ser a necessidade de aglutinar a esquerda parlamentar (e não só) para o seu programa político de direita no governo.

O recente episódio de alegada dissensão entre a direcção do partido – o pomposo Grupo de Contacto –e a deputada eleita pelas listas daquele partido às recentes eleições legislativas, Joacine Katar Moreira, são prova disso.

Zangam-se as comadres, descobrem-se as verdades! Um caso que só pode ocorrer no contexto de total ausência de projecto e estratégia política, como sempre foi o caso do Livre e, em particular, de Rui Tavares.

Numa atitude que balanceia entre o mais profundo oportunismo e a mais imbecil desculpabilização, vem Joacine afirmar que o problema assentou numa pretensa “falta de comunicação” entre ela e a direcção do partido.

Ora, o que estas aparentes contradições vêm realçar é o facto de que o próprio Livre não tem coerência, vontade política e assertividade para fazer com que os seus próprios apaniguados saibam e defendam os pontos de vista e bandeiras que afirmam abraçar.

Pelo que não surpreende que Joacine, também não tivesse bem claro na sua mente que não se deveria ter abstido da condenação dos ataques sionistas e fascistas levados a cabo pelo governo de Israel aos palestinianos.

Oh! Joacine, não está claro para ti que a estratégia fascista e sionista de prosseguir com o estabelecimento de novos colonatos, faz parte de uma estratégia que, com o apoio do imperialismo americano, visa barrar o direito à auto-determinação e independência do povo palestiniano?

A única coisa em que tens razão, Joacine, reside na tua indignação ao afirmares que a direcção do Livre quer “ensinar-te a fazer política”! É que, em matéria de oportunismo político, ambos tiveram os mesmos professores e obtiveram as mesmas e elevadas notas.

Mais um caso a provar que o oportunismo, ao contrário do que nos querem fazer crer, não tem cor, religião ou credo, pois tem a ver com que interesses de classe é que cada um se identifica e defende. E, Livre e Joacine, lídimos representantes de uma pequena burguesia diletante e estupidificada, não conseguem vislumbrar nada para além do seu próprio umbigo!

Caso para se dizer. Oh! Joacine … vai-te Katar!”

Concordas com esta análise?


24/11/2019
Compartilhe no Facebook