web analytics

tuga.press

As principais notícias do dia estão aqui.

Bêbado incendeia vacaria e é libertado pelo juiz duas vezes


A justiça em Portugal voltou a demonstrar a sua ineficácia. Foi apanhado duas vezes pela PJ mas libertado pelo juiz.

Um individuo com problemas de álcool foi detido já duas vezes por incendiar uma vacaria em Penafiel. Já provocou prejuízos de 100 mil euros este ano, mas o juiz de instrução criminal continua a liberta-lo todas as vezes que o faz.

Foram já três os incêndios e o homem é agora procurado pelas autoridades.

É um ex-funcionário da vacaria situada em Rans, terra do antigo candidato à presidência da república conhecido como Tino de Rans.

O homem foi detido pela PJ do Porto duas vezes mas libertado pelo juiz: a primeira vez ficou proibido de se aproximar da localidade de Rans e a segunda vez impossibilitado de se aproximar do concelho de Penafiel.

“Dei-lhe trabalho e ajudei-o a inserir-se na sociedade. As coisas correram bem até que, do nada, numa noite de maio, veio aqui e pegou fogo ao armazém”, contou ao CM Carlos Martins, o dono da vacaria. O armazém ficou totalmente destruído.

“A casa dele fica junto a uma outra onde moram famílias com bebés. Podia ter acontecido uma tragédia. Foi detido, ficou em liberdade e voltou a 12 de junho. Incendiou tubos de abastecimento de água aos bebedouros dos animais”, afirmou ainda ao mesmo jornal.

Depois de ser detido e colocado em liberdade pela segunda vez, voltou a cometer o mesmo crime uma terceira vez.

“Antes dos incêndios, convidou-me até para ser padrinho do casamento dele. Não há justificação”, concluiu Carlos Martins.


09/12/2018
Compartilhe no Facebook