web analytics

tuga.press

As principais notícias do dia estão aqui.

Berardo, com 900 milhões em dúvidas, inaugura museu financiado em 75% com fundos europeus


Parece que o Berardo continua a dar que falar. Desta vez não está nada relacionado com dívidas, mas sim com dinheiro que os fundos europeus deram é uma pessoa que deve milhões ao povo.

Ele deve 900 milhões de euros, mas disse o parlamento que não tinha dívidas. Quem tem dívidas é a fundação, e ele manda na fundação. Um pequeno pormenor que revoltou todos os Portugueses.

O Museu Berardo Estremoz, com inauguração em 25 de junho de 2020, com a que muitos consideram ser a “maior e mais importante” coleção privada de azulejos de Portugal.

A entrada é temporariamente gratuita, podendo ser alterada mais tarde.

Isto foi possível graças a fundos europeus, provenientes de situações que visam apoiar a arte e cultura dentro da União Europeia. Parece que as “suas” dívidas nada impediram as verbas que agora se verificaram ter sido atribuídas.

Na presença dos media para apresentar o museu Berardo ironizou mesmo a penhora da sua pensão dando conta de que esta era um “empréstimo” que faz a Caixa Geral de Depósitos, segundo noticiou a SIC Notícias.

O que achas disto? O homem tem mesmo uma grande lata, não tem?


25/07/2020
Compartilhe no Facebook