web analytics

tuga.press

As principais notícias do dia estão aqui.

Consumidores pagam dívidas de 6 milhões de euros de empresas de eletricidade falidas


Ao contrário do que pensas, existem empresas de comercialização de eletricidade que estão falidas. E isso vai custar dinheiro ao povo.

É preciso não confundir a comercialização de eletricidade com a distribuição da eletricidade.

O mesmo não se passa com empresas como a Elygas, Voltagequation e Elusa. Se nunca ouviste falar nestas empresas, estas são empresas que deixaram o mercado Português, não sem antes terem deixado 6 milhões de euros em dívida à REN – Redes Energéticas Nacionais e à EDP Distribuição.

O encargo para os consumidores é reconhecido num parecer do conselho tarifário da Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE), divulgado pelo Expresso.

“As insolvências de pequenos comercializadores de energia registadas até ao momento traduzem-se em mais de 6 milhões de euros de dívidas ao sistema elétrico nacional. Cerca de 5 milhões de euros do acesso às redes e mais de 1 milhão de euros no mercado de serviços de sistema” pode ler-se no relatório.

Foi em 2017 que a Elygas e a Voltagequation faliram. Já a Elusa entrou em insolvência apenas dois anos mais tarde.

De acordo com o site ZAP, “este custo dá algo como um euro por família, considerando que há cerca de ‘6 milhões de pontos de consumo domésticos’”.

Como sempre, a lei é algo que fica a desejar no que diz respeito a proteger o povo de pagar estas coisas. No relatório da ERSE pode ler-se ainda que “a legislação e regulamentação actualmente em vigor mostram-se insuficientes para limitar os prejuízos das insolvências, pela morosidade dos processos de accionamento de garantias e suspensão da carteira do comercializador, sendo omissas quanto ao tratamento a dar aos valores em dívida”.


05/01/2020
Compartilhe no Facebook