web analytics

tuga.press

As principais notícias do dia estão aqui.

Empresa de ministra da Cultura ganhou quase um milhão em contratos públicos


São 988 mil euros. Os contratos assinados com entidades públicas são várias, incluindo a CM Lisboa, onde foi vereadora. Graça Fonseca tem uma quota na empresa que ganhou tudo isto.

Os dados foram divulgados pelo Correio da Manhã, citados pela ZAP, que indicam como fonte o Portal Base, um portal onde são publicados todos os contratos por ajuste direto. A empresa Joule, onde Graça Fonseca tem uma quota de 4 mil euros, assinou contratos num valor que chega quase a 1 milhão de euros.

Chegou mesmo a ser gerente da Joule desde 2007 a 2009 tendo posteriormente renunciado. Mas manteve uma ligação próxima com a empresa, conforme demonstra a declaração entregue ao Tribunal Constitucional, embora isso não seja uma violação do regime jurídico das incompatibilidades.

Um dos maiores contratos foi com a Parque Escolar, num valor que supera os 600 mil euros, na altura em que Graça Fonseca era autarca. O contrato decorreu entre 2010 e 2013.

Em nota enviada ao Correio da Manhã a empresa afirma que “realizou mais de mil projectos de engenharia electrotécnica, dos quais apenas 2% foram directamente contratados por entidades públicas”..

Também na altura em que Graça Fonseca foi autarca, um assessor da Vereadora, Pedro Gomes, foi acusado pelo Ministério Público de fraude, considerando que se apropriou indevidamente de fundos do IEFP para a criação do próprio emprego enquanto estava na realidade já empregado ao serviço de Graça Fonseca.

Tudo bons rapazes…


28/01/2019
Compartilhe no Facebook