web analytics

tuga.press

As principais notícias do dia estão aqui.

“Eu pessoalmente não tenho dívidas, claro que não tenho dívidas”, disse Joe Berardo


Na sequencia da comissão de inquérito à recapitalização e gestãod a Caixa Geral de Depósitos, Joe Berardo disse não ter dívidas.

Joana Mortágua mostrou-se incrédula e disse “não compreendo quem é que está a enganar quem”.

Já a Mariana Mortágua perguntou para que foram os 150 milhões que a CGD emprestou à Metalgest: “Foi para comprar ações e a maior parte desse dinheiro foi para investimento do BCP”, respondeu Joe Berardo.

“O BCP pediu para nós – como eles tinham o problema de não ter ações próprias – para ver se eu podia ajudá-los, as negociações com o BCP eram com o Filipe Pinhal e Pitta Ferraz”.

Mariana Mortágua fez várias questões ao que o Comendador respondeu “não me lembro”. Mais um que se esqueceu das coisas…

Sobre o BCP, Joe Berardo disse que “foi o maior desastre da minha vida”.

Já o advogado de Berardo disse que “a Caixa tinha penhor sobre as ações do BCP com mandato para vender. Se tivesse usado essa prerrogativa, e vendido quando as ações deixaram de cobrir valor dos empréstimos, não teria registado perdas”.

Mas o ponto mais alto do inquérito poderá ter sido quando Joana Mortágua perguntou porque razão não paga as dívidas. “Eu pessoalmente não tenho dívidas, claro que não tenho dívidas”, disse Joe Berardo.

Sabe mais pormenores nesta notícia do Jornal Económico.

 


10/05/2019
Compartilhe no Facebook