web analytics

tuga.press

As principais notícias do dia estão aqui.

Ex-juíza francesa anti-corrupção critica a justiça portuguesa por ter detido Rui Pinto


Rui Pinto foi impedido de ajudar outros países a acabar com a corrupção em áreas como o futebol. Está detido e o Ministério Público quer fazer dele um exemplo.

Mas há quem não concorde.

“Numa altura em que a União Europeia acaba de adotar uma diretiva para melhor proteger os whistleblowers, Portugal está a seguir um caminho errado ao tratar Rui Pinto desta forma”, sublinhou Eva Joly, ex-juíza franco-norueguesa. “Enquanto Rui Pinto está preso em Portugal, procuradores de nove países – incluindo França, Bélgica, Espanha, Holanda e Reino Unido – iniciaram investigações judiciais com base nas revelações do Football Leaks”, escreveu o Expresso.

Isto a propósito de um artigo de opinião criado pela ex-juíza Eva Joly.

O mesmo jornal afirmou que “enquanto Rui Pinto está preso em Portugal, procuradores de nove países — incluindo França, Bélgica, Espanha, Holanda e Reino Unido — iniciaram investigações judiciais com base nas revelações do Football Leaks. Rui Pinto tem colaborado activamente com o procurador francês, por exemplo, que até lhe ofereceu acesso ao programa francês de protecção de testemunhas”.

Mas tudo isto parou quando Rui Pinto foi detido.

É assim que Portugal quer combater a corrupção no futebol? Parece-te injusto tudo isto?

A veracidade destas declarações foi confirmada pelo Poligrafo.


21/11/2019
Compartilhe no Facebook