web analytics

tuga.press

As principais notícias do dia estão aqui.

Fisco perdoa vários milhões à banca, à EDP e até ao próprio Estado

Share on Pinterest

Dados do Correio da Manhã citados pela AT – Autoridade Tributária, apontam para que 300 contribuintes beneficiaram, no passado ano de 2017, de perdões fiscais.

Entre os mais beneficiados encontra-se a empresa de energia EDP, que beneficiou de um perdão de 108 milhões. Mas há também outros perdões interessantes, como a Câmara do Porto (87,9 milhões), a de Lisboa (44,9 milhões), a Universidade do Minho (36,6 milhões) e até o próprio Estado (49 milhões). A banca e a Galp também beneficiaram com este perdão, com 30 milhões e 20 milhões respetivamente.

No caso da EDP o imposto perdoado é referente à isenção do imposto sobre Produtos Petrolíferos.

O mesmo jornal aponta, de acordo com a SIC Notícias, para que os perdões benefícios fiscais tenham aumentado 85 milhões de euros se o formos comparar com 2016.

Lamentavelmente, o contribuinte continua a ser penhorado por poucas centenas de euros, enquanto os grandes liam perdões de milhões.

 

O comentário de Joana Amaral Dias a este assunto está a tornar-se viral nas redes sociais:

“Para uns Imposto Infernal, para outros Paraíso Fiscal. E sempre para os mesmos, já se sabe: banca com os seus delinquentes financeiros e energia. Só a EDP- que nos rouba na factura todos os meses -conseguiu maximizar os seus benefícios fiscais e ter um desconto superior a 108 milhões. Ao cidadão comum a autoridade tributária não perdoa nem 10 cêntimos. Incha, contribuinte. Embrulha.”

 

 

Share on Pinterest

05/11/2018
Compartilhe no Facebook