web analytics

tuga.press

As principais notícias do dia estão aqui.

Foi o quinto homem mais rico de Portugal… agora teve uma dívida perdoada no valor de 116 milhões


As dívidas perdoam-se a quem menos precisa. Se fosse o “Zé Tuga” as coisas seriam certamente diferentes.

Pereira Coutinho pode não ser um dos nomes mais conhecidos da grande “riqueza” Portuguesa. Mas em 2008 foi considerado o quinto homem mais rico em Portugal.

Agora, quatro bancos decidiram perdoar uma dívida no valor de 116 milhões de euros a Pereira Coutinho.

Esta ação foi concertada. Vários bancos uniram-se para que esta dívida fosse perdoada, nomeadamente o BCP, Novo Banco, BPI e a Caixa Geral de Depósitos.

Com o perdão da dívida, o empresário conseguiu vender a empresa SIVA (importadora e comercializadora do grupo Volkswagen em Portugal) à Porsche (do grupo Volkswagen) por… um euro.

Sem a SIVA, o grupo SAG, de Pereira Coutinho, deixa de operar no mercado automóvel.

Mas com o perdão, o empresário continuar a ter grandes projetos. Pretende adquirir o grupo SAG, e comprar as ações dispersas pelos pequenos acionistas através de uma OPA e quando tiver 90% do controlo da empresa, vai retira-la da bolsa de valores, de acordo com informação obtida pelo PT Jornal.

Foi quando colocou à venda a ilha do Capítulo, em Angra dos Reis, no Brasil, por 14,5 milhões de euros, que as dificuldades financeiras ficaram evidentes. A ilha tornou-se bastante conhecida em Portugal há cerca de 15 anos, quando em 2003 o na altura primeiro-ministro Durão Barroso, esteve lá a passar férias.


30/05/2019
Compartilhe no Facebook