web analytics

tuga.press

As principais notícias do dia estão aqui.

Governo prometeu acelerar pagamentos do Estado aos fornecedores mas essa dívida aumentou durante a pandemia


Mais uma situação em que o Governo socialista é tudo menos honesto para com as suas promessas.

Enquanto por um lado, prometia que os pagamentos aos fornecedores iriam ficar pagos mais rapidamente, fruto da aceleração dos mesmos, por outro lado na prática criou uma dívida ainda maior.

Confuso? Nós explicamos.

“O valor da dívida do Estado aos fornecedores cresceu 64 milhões de euros entre março e abril, apesar de compromisso do ministro da Economia de que seriam saldadas”, afirmou um post no Facebook.

O Poligrafo, site de fact-check Português, decidiu investigar. De acordo com este órgão de comunicação social, esta premissa vem de uma manchete do JN, que afirma existir “a execução orçamental mostra que o stock de dívida cresceu 64 milhões entre março e abril, totalizando 1624 milhões. Dentro deste bolo, as dívidas a mais de 90 dias eram de 477 milhões em abril, mais 44 milhões do que no mês anterior”.

Acontece que não é a primeira vez que uma promessa socialista fica por cumprir.

Mas quem paga são os empresários que se vêm forçados a ter problemas de tesouraria por causa da pandemia e das promessas não cumpridas do Governo.


18/06/2020
Compartilhe no Facebook