web analytics

tuga.press

As principais notícias do dia estão aqui.

Kit com golas antifumo oferecidas pela Proteção Civil são inflamáveis e custou 328 mil euros


O povo pagou 328 mil euros para algo que… se estiver em contacto com o fogo, começa a pegar fogo.

O programa “Aldeias Seguras” entregou milhares de golas antifumo fabricado sem tratamento anticarbonização e com material inflamável. Devido a isto, que custou 328 mil euros, a eficácia do material distribuído é… zero.

Quase duas mil povoações Portuguesas, algumas isoladas, receberam estas golas e outros equipamentos que, imaginem só, também são compostos por materiais combustíveis.

Foxtrot foi a empresa que forneceu estes “kits” e, afirmou ao Eexpresso, que não tinha conhecimento que “seriam usados em cenários que envolvem fogo” e que não lhes foi pedido algo desse género.

Dos 328 mil euros adjudicados pela Proteção Civil, 125 mil foram alocados para a produção de 70 mil golas antifumo, revela o mesmo jornal.

Os equipamentos são um “estímulo à implementação local dos programas” e não são um “equipamento de proteção individual”, diz a ANEPC.
Mas ainda assim, a estimulação deveria, provavelmente, ser feita com algo mais real e não inflamável.


26/07/2019
Compartilhe no Facebook