web analytics

tuga.press

As principais notícias do dia estão aqui.

Lidl insulta cliente e pede-lhe para pagar 8 cêntimos por ter provado uma cereja (e nem eram boas)

Quantas vezes a mercearia lá do bairro nos dá uma cereja, um morango ou uma outra fruta pequena para provar?

É uma forma de chamar à atenção, de dizer que o produto é bom e fazer com que o cliente leve.
Mas no Lidl não. Além de insultarem a cliente, ainda lhe pediram 8 cêntimso por ter provado uma cereja. E nem era boa.

É claro que se todos fizessem isso, havia prejuízo, mas era preciso o insulto?

 

Eis o post que foi divulgado na página de Facebook do Lidl:

– – –

Venho dar a conhecer uma situação que se passou no lidl da Marinha Grande esta semana e que no minimo é ridicula. A minha mão foi à loja e ao escolher a fruta decidiu provar uma cereja para saber se eram boas e comprar (coisas que 80% das pessoas faz). O segurança da loja dirigiu-se a ela dizendo que ela tinha de pagar aquela cereja e uma vez que tinha provado uma tinha de levar mais. A minha mãe explicou que foi apenas para provar mas ok levava então algumas para não haver problemas. Tirou algumas para um saco, deu mais um volta na loja e decidiu que não ia levar uma vez que as cerejas nem eram boas. Dirigiu-se à caixa para pagar uma garrafa de água e o segurança foi ter com a colega da caixa e disse que teria de pagar um saco de cerejas pois andou na loja toda a comer cerejas e não as estava a pagar. A minha mãe negou e disse para consultarem as camaras de forma a provar a acusação. O sr. foi mal educado, chamou a minha mãe de ladra, disse que clientes como ela não eram bem vindas na loja e não queria vender a água à minha mãe. Isto à frente de vários Clientes (alguns conhecidos da minha mãe) que tb disseram ter provado cerejas e não levavam, ao que o sr. responde ‘teve sorte que não vi’. No final a minha mãe pagou 8cent. pela cereja que comeu. Gostava que todos soubessem o tipo de pessoas que o Lidl recruta e que o próprio Lidl da Marinha Grande verifique as camaras e no minino faça um pedido de desculpa.

– – –

Podes ler o post original AQUI


22/07/2017
Compartilhe no Facebook