web analytics

tuga.press

As principais notícias do dia estão aqui.

Loja Portuguesa vende fato de “menino refugiado” para o Carnaval

Share on Pinterest

Uma opção de disfarce carnavalesco de gosto no mínimo muito discutível

A Casa do Carnaval tem à venda online um fato a que chama de “refugiado menino”.Uma opção de disfarce carnavalesco de gosto no mínimo muito discutível que já está a ser atacada nas redes sociais.

“Esta loja de disfarces decidiu inventar o “fato do menino refugiado”. Fatos de idiotas acho que usam todos os dias. Asqueroso e revoltante”, escreve o deputado do BE Luís Monteiro na sua página de Facebook.

O disfarce está à venda por quinze euros e inclui calções e casaco verde escuro, camisa branca e chapéu azul escuro, mais parecendo uma farda da mocidade portuguesa do que algo que um refugiado dos dias de hoje usaria.

A Casa do Carnaval é uma empresa portuguesa que vende artigos festivos e está no mercado há 25 anos.

No ano passado, a Amazon italiana já tinha suspendido à venda de fatos de Carnaval de refugiados para rapaz e rapariga depois de uma forte polémica.

Veja aqui a máscara: http://www.casadocarnaval.pt/pt/produto/8738-fato-de-refugiado-menino

Entretanto o fato foi removido. Mas ainda pode ser vista aqui em cache no Google.

Página de Facebook da Casa do Carnaval: ver aqui

 

Fonte: Jornal I

Share on Pinterest

31/01/2017
Compartilhe no Facebook