web analytics

tuga.press

As principais notícias do dia estão aqui.

Marido da ministra da Justiça já ganhou 587 mil euros a trabalhar para o Governo


O professor catedrático, jurista e advogado Eduardo Paz Ferreira, diz que não lhe passa pela cabeça recusar contratos com o Governo só porque a sua esposa trabalha lá.

 

Francisca Van Dunem, Ministra da Justiça, é casada com alguém que já ganhou 587 mil euros a trabalhar para o executivo Socialista. Mas o marido acha normal e não lhe passa pela cabeça recusar trabalho só porque a esposa trabalha no mesmo local onde ele tem trabalho.

“A circunstância de a minha mulher, que nem sequer era minha mulher há 25 anos, quando eu me doutorei, ser ministra não me pode obrigar a fechar o escritório“, salienta Paz Ferreira em declarações ao jornal Expresso, citadas pelo ZAP.

“Se acharem que eu sou a pessoa certa, nunca me ocorreria recusar pela circunstância de a minha mulher ser ministra”, refere, notando que “nunca aceitaria” trabalhar com o Ministério da Justiça, nem com nenhum organismo que esteja na tutela deste.
Mas “nenhum cidadão pode ser privado de exercer licitamente a sua profissão pela circunstância de estar casado com um titular de cargo político”, conclui Paz Ferreira.

Há alguns contratos em destaque. Foi escolhido pelo Ministério da Administração Interna para representar o Governo num processo contra o Tribunal de Contas, onde ganhou 30 mil euros e o recurso veio a ser rejeitado.

O Ministério do Mar também o contratou para renegociar a concessão do terminal de Sines que foi atribuída à empresa de Singapura PSA.

Somando este e outros contratos, Paz Ferreira já ganhou 587 mil euros em contratos públicos celebrados durante o actual Governo. Com o anterior Executivo PSD/CDS-PP o jurista tinha ganho 528 mil euros.

 


29/04/2019
Compartilhe no Facebook