web analytics

tuga.press

As principais notícias do dia estão aqui.

Médico especialista do Hospital Egas Moniz aponta a principal falha no combate à Covid-19


Médico mete o dedo na ferida e diz coisas que o Governo provavelmente não queria ouvir.

Apesar das inúmeras tentativas de assegurar que os testes estão a ser feitos e que a capacidade para Portugal fazer testes é aceitável, ditas nas várias conferências de imprensa, há um especialista que está a revolucionar esse pensamento.

“Todos os doentes deviam ser tratados como potenciais positivos”, disse Tomás Lamas, especialista em cuidados intensivos, em entrevista no Direto ao Assunto da Rádio Observador.

“O que está a falhar na estratégia é assumir que não é só no doente positivo que temos de usar os equipamentos de proteção individual. É assumir que todo o doente que entre no hospital é um potencial positivo e disseminador”.

De acordo com o Observador, médico diz que há “um risco enorme” de infeção nos hospitais.

E isto é para doentes e também para todos os profissionais que trabalham no hospital, porque “são locais de grande concentração de pessoas”, onde a infeção se pode disseminar e que a única forma de resolver, segundo o médico, é através de um “investimento fortíssimo na prevenção”. Ou seja, nos “equipamentos de proteção individual”.

O médico disse também que a Direção-geral da Saúde (DGS) devia estar empenhada em “desenvolver uma campanha” para ensinar os Portugueses a utilizar corretamente uma máscara.

Podes ler mais sobre esta entrevista no site do Observador.


06/04/2020
Compartilhe no Facebook