web analytics

tuga.press

As principais notícias do dia estão aqui.

Novo Banco perdoa dívida de 24 milhões e salva “rei dos cogumelos”


Varandas de Sousa é o maior produtor de cogumelos em Portugal. A banca perdoou-lhe uma dívida em cerca de 70% do seu valor.

Esteve dois anos em falência. A EDP e a Galp foram obrigadas a perdoar-lhe as dívidas.

As dívidas eram no valor de 60 milhões de euros e durante a falência, que durou dois anos, a empresa foi comprada e gerida por um capital de risco.

De acordo com o Jornal de Negócios, citado pelo ECO, a “banca perdoou perto de 70% dos seus créditos – o Novo Banco aceitou fazer um haircut de cerca de 24 milhões dos mais de 34 milhões de euros que tinha a haver, enquanto o grupo Caixa Agrícola Mútuo fez um desconto de 11 milhões aos 15,9 milhões de euros que reclamava”.

Outros credores foram obrigados a perdoar a totalidade da dívida, tais como Galp (203 mil euros), EDP (42 mil), Euroguano (270 mil), Saica Pack (262 mil) ou a Caterpillar (162 mil euros).

“Apesar de duro, o plano de recuperação aprovado tem como único propósito a continuidade deste player e a preservação do emprego”, enfatizou Bruno Costa Pereira, administrador de insolvência da empresa Sousacamp, conhecida também como a empresa do “rei dos cogumelos” em Portugal.

Os contribuintes, esses, continuam a financiar o Novo Banco ano após ano enquanto este perdoa 24 milhões de euros a uma empresa falida.


09/02/2020
Compartilhe no Facebook