web analytics

tuga.press

As principais notícias do dia estão aqui.

Portugal está mais corrupto e menos transparente


Não estávamos numa situação bonita, e agora estamos ainda pior. Perdemos dois pontos no índice de Transparência Internacional para o ano de 2019.

Este ranking é aquele que mede a luta contra a corrupção e de acordo com a ONG ransparency International faltaram reformas estruturais para uma maior integridade do sistema político.

“Para além de promessas reiteradas e discursos de ocasião, não tem havido em Portugal uma verdadeira mobilização da classe política contra a corrupção, o que nos deixa repetidamente atrás da média da Europa ocidental. Faz falta a coragem política para implementar uma estratégia robusta capaz de prevenir e combater eficazmente a corrupção, o que não se consegue com declarações de intenção. São precisos compromissos efetivos”.
Estas são as palavras, em comentário ao relatório agora divulgado, que João Paulo Batalha, presidente da Transparência e Integridade, teceu sobre o mesmo.

O título não é de todo inventado, e é até o mesmo título da notícia sobre este assunto criada pela SIC Notícias.

De acordo com a RTP, Portugal baixou dois pontos neste capítulo, dos 64 pontos em 100, em 2018, para os 62 pontos. Com este resultado, o país mantém-se a meio da tabela da União Europeia, naquele que é o principal indicador global de níveis de corrupção no setor público de cada país”.

O facto é que quanto maior forem os pontos obtidos, menor o nível de corrupção. De acordo com a mesma publicação, “Portugal está no 30.º lugar do índice com Espanha, Qatar e Barbados. Num universo de 180 países, Dinamarca e Nova Zelândia são os líderes da transparência política, tendo ambos 87 pontos”.

Portugal está abaixo da média europeia que se encontra nos 64 pontos.


24/01/2020
Compartilhe no Facebook