web analytics

tuga.press

As principais notícias do dia estão aqui.

“Tenham vergonha, sacanas!” Ator defende a demissão de ministro e prisão perpétua para incendiários.


O ator está indignado por causa do incêndio em Monchique, que lavra desde sexta-feira no Algarve, e diz que, se não há espaço nas celas, os pirómanos podem ir para os ministérios, “que estão vazios por falta de pessoal qualificado para as funções”.

Rogério Samora exortou esta terça-feira o ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, a apresentar a sua demissão, na sequência do incêndio em Monchique, que continua ativo pelo quinto dia consecutivo.

Numa mensagem particularmente inflamada publicada na sua conta pública de Facebook, o ator, que integrou os elencos de novelas como “Vila Faia” (RTP1), “Fascínios” (TVI) ou “Amor Maior” (SIC), afirma que o trabalho do governante “não deu resultados”.

Defendendo a “prisão perpétua” para os “criminosos / pirómanos” responsáveis pelos fogos, Rogério Samora apresenta uma solução para tornear a alegada lotação esgotada nas prisões portuguesas: “Não há espaço nas cadeiras? Usem os ministérios que estão vazios por falta de pessoal qualificado para as funções que desempenham”, diz.

Leia aqui na íntegra a mensagem publicada por Samora:

“DEMITA-SE SR. MINISTRO! RUA!!! De gravata?!? SR.MINISTRO VÁ PARA MONCHIQUE. O SEU TRABALHO NÃO DEU RESULTADOS E PERMITA-ME CORRIGIR O SEU SLOGAN:
“PESSOAS SEGURAS, ALDEIAS SEGURAS, FLORESTAS SEGURAS”
Instalem câmaras, paguem a guardas florestais e alterem a pena dos criminosos / pirómanos para prisão perpétua! Não há espaço nas cadeias? Usem os Ministérios que estão vazios por falta de pessoal qualificado para as funções que desempenham para fazerem celas! Desapareça Sr. Ministro. Que vergonha! Que país! Que má imagem de boas vindas aos turistas que nos visitam. Shame on you bastards!”

O incêndio em Monchique deflagrou na passada sexta-feira, continuando incontrolável ao quinto dia de atividade, tendo já obrigado à evacuação de várias localidades nas imediações de Monchique.

O fogo consumiu já uma área de cerca de 20 mil hectares e destruiu casas e automóveis, tendo feito até ao momento 24 feridos, um deles em estado grave.

Fonte: N-TV


08/08/2018
Compartilhe no Facebook